Monitoramento de cargas: Qual software usar?

Monitoramento de cargas: Qual software usar?

Nos dias de hoje, fica para trás quem não desenvolve um bom processo de transporte e não utiliza um software de monitoramento de cargas em seu processo logístico. Sem ele, o procedimento torna-se mais lento e complexo devido aos riscos de um material extraviar, ser roubado ou chegar com avaria. 

De acordo com uma pesquisa feita com 100 empresas globais, 60% dos entrevistados do setor não conseguem ter visibilidade suficiente sobre toda a cadeia de suprimentos. E foi para facilitar esse controle de todo o trajeto do produto que surgiram as novas formas de monitoramento de cargas.

O monitoramento de cargas traz uma opção automatizada e prática de manter a segurança e visibilidade do transporte de cargas.

Outro fator importante para as empresas é o aumento do grau de exigência do consumidor. Esse comportamento faz com que elas se atualizem e encontrem formas de assegurar um trajeto seguro desde a saída do produto do fornecedor até a entrega ao destinatário. 

A forma mais prática e simples de fazer o monitoramento de cargas é por meio dos softwares.

Essa tecnologia auxilia na otimização de processos, especialmente no que diz respeito à facilidade de gestão e agilidade na execução de rotinas que, antes, eram lentas, burocráticas e falíveis.

Quais são as funções do software de monitoramento de cargas?

Gerar dados em real time

As respostas obtidas a partir da adoção desse tipo de tecnologia pelas empresas são imediatas. Em pouco tempo de utilização já se experimenta ganhos consideráveis na eficiência e amplitude da gestão.

A tecnologia apresenta todas as informações sobre as movimentações e as paradas realizadas.

Há facilidade na gestão de eventuais problemas, pois todos os envolvidos a qualquer momento podem monitorar a carga e tomar uma atitude veloz em casos de inconformidade nos prazos de entregas. Nesse sentido, é possível ter conhecimento imediato sobre congestionamentos, roubos, avarias no veículo e outros possíveis problemas durante o transporte.

Se um caminhão está atrasado, por exemplo, todos os envolvidos no processo já saberão no exato momento o que pode ter atrasado o veículo, onde se encontra e preparar-se para evitar problemas futuros.

Isso acontece porque, além de ampliarem a visibilidade dos pontos fracos que devem ser melhorados na organização, ao reduzir a intervenção humana em determinadas ações a partir da automação da logística, a empresa fica menos suscetível às falhas.

Integrar os envolvidos no trajeto

Esses sistemas de monitoramento de carga são integrados com todos os setores, assim facilitam a expedição e recebimento das empresas, fornecedores e clientes.

As informações sobre o posicionamento dos veículos, a movimentação da carga nas estradas ou no pátio das transportadoras, nenhum detalhe passa despercebido com o monitoramento de cargas.

Todas as informações são colocadas à disposição dos gestores para agilizar a resolução de problemas e garantir a entrega em tempo hábil e com o mínimo possível de intercorrências indesejadas. Com a tecnologia, fica mais fácil saber quem foi o responsável por cada ocorrência e fazer o controle de desempenho, seja de funcionário interno ou de terceiro. 

Assegurar a qualidade do serviço

No passado, os gestores de frotas tinham uma grande dificuldade em acompanhar o deslocamento dos motoristas. A comunicação era limitada e difícil. Agora, como os líderes têm a possibilidade de obter visibilidade da operação dos veículos, fica mais fácil fiscalizar, por exemplo, se os motoristas estão cumprindo a jornada de trabalho, obedecendo o tempo máximo de viagem e os intervalos obrigatórios. 

Contudo, nesse caso também é importante lembrar que para obter um resultado preciso, o gestor dependerá de um modelo base da operação desejada, um roteiro planejado que possa servir de comparativo. Ainda falaremos um pouco mais sobre ele nesse post. 

Com essas informações, é possível aprofundar a análise de desempenho e fornecer um feedback mais completo aos motoristas, estimulando melhores práticas individuais e coletivas.

Mas como aplicar o software na sua empresa?

Listamos três passos para você seguir e aplicar o software de maneira eficiente, diminuindo exponencialmente os riscos de perdas materiais e falhas humanas!

Passo 1: Faça um planejamento

Esse é o primeiro passo para tomar qualquer decisão importante. Nesse caso, o planejamento é importante para que você saiba quais suas necessidades e quais pontos você precisará mudar ou começar a se atentar para a implementação. Afinal, em meio a diversos softwares de monitoramento, como você irá decidir qual irá te atender melhor?

Faça uma lista de todas as características e restrições principais da sua operação. Levante quais são suas dores, e então defina quais suas expectativas em relação a contratação do serviço.

A partir dos objetivos traçados, você conseguirá ser muito mais assertivo na escolha.

Passo 2: Pense na roteirização

Esse passo não é obrigatório mas fará grande diferença nos resultados. Se lembra do roteiro planejado que citamos ser importante anteriormente? Ele se chama roteirização.

O monitoramento de cargas e a roteirização normalmente andam juntos.

Ao roteirizar os pontos, você terá o trajeto planejado, com estipulação de horários de atendimento, de gasto de combustível, de tempo total de viagem, etc.

Com o monitoramento, você terá a prova de que esse trajeto planejado está ou não sendo cumprido.

Existem softwares que oferecem ambos os serviços, outros que os oferecem separadamente. Nessa etapa, você deverá decidir se irá aliar os dois e de que forma.

Passo 3: Realize a POC e prepare sua equipe

É preciso buscar atualização constante, tanto em termos de emprego da tecnologia à serviço da logística quanto em termos de capacitação da equipe de funcionários, para que possam executar e coordenar bem todos os processos.

A PoC (Proof of Content) é a demonstração prática de como o produto funcionará na sua operação. Sabe aquele teste grátis que as plataformas normalmente oferecem?

Em alguns casos, a PoC é realizada pelos próprios especialistas no serviço, com explicações e soluções de dúvidas.

A demonstração é super necessária quando se trata da contratação de um serviço do tipo. Ela funcionará para que você entenda exatamente os processos diários necessários para a utilização do software, os resultados que ele te dará e como seus funcionários lidarão com ele.

O que acontece com as frotas terceirizadas?

Só tem a ganhar! Investir em uma frota própria gasta muitos recursos, desde financeiros, humanos até o próprio tempo usado para monitorar toda a logística.

As empresas que atuam com frota terceirizada e que usam o monitoramento tem muitas vantagens. Ganham no controle de quilometragem rodada, diminuição do consumo de combustível, apontamentos exatos sobre a jornada de trabalho dos motoristas e, também, visibilidade das rotas de um veículo. Basta haver uma formalização entre a empresa, o locador dos veículos e os motoristas.

Assim, é possível implementar o gerenciamento dos riscos, a redução dos gastos com o transporte, a prevenção de roubo de cargas, a agilidade na entrega, dentre tantas outras vantagens que o monitoramento de cargas traz no desempenho logístico das empresas em face de seus clientes e concorrentes.

Gostou do post? Agora, que você já sabe como melhorar a gestão do seu transporte de cargas, fale com a gente e descubra as melhores soluções tecnológicas para o seu negócio!

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

Sistema de roteirização

Como um sistema de roteirização facilita na gestão?

No setor de logística, a eficiência e a precisão são fundamentais para o sucesso das operações. Um sistema de roteirização é uma ferramenta indispensável para empresas que buscam otimizar suas rotas de entrega e melhorar a gestão de suas operações logísticas.  Neste artigo, vamos explorar como um sistema de roteirização facilita na gestão e traz

Sistema de roteirização: entenda na prática como funciona

Sistema de roteirização: entenda na prática como funciona

Você sabia que um sistema de roteirização pode revolucionar a eficiência logística da sua empresa?  Entender como funciona esse sistema pode fazer toda a diferença na gestão de entregas e na redução de custos operacionais. O que é um sistema de roteirização? Um sistema de roteirização é uma ferramenta de logística que utiliza algoritmos inteligentes

Quem é o roteirizador em uma operação?

Quem faz roteirização? Saiba tudo sobre o roteirizador

A roteirização é um processo crucial no setor logístico, responsável pela otimização de rotas de entrega, garantindo eficiência, economia de tempo e redução de custos. Mas quem é o profissional por trás dessa atividade? Vamos explorar quem é o roteirizador e a importância desse trabalho. O que é roteirização? Roteirização é a prática de planejar

luanatorres

Deixe uma resposta