O que é logística compartilhada?

O que é logística compartilhada?

Você sabe o que o Airbnb, a Uber e o Rappi têm em comum? Eles usam a economia colaborativa em seus negócios. Este conceito pode ser aplicado de várias formas na sociedade e uma que pode ser uma boa aposta para você é a logística compartilhada.

A logística compartilhada, baseada na economia colaborativa, tem como princípio o compartilhamento de recursos (moradia, transporte, escritório, etc) por mais de uma empresa ou de uma pessoa com os mesmos interesses e necessidades.

De acordo com o Instituto de Logística e Supply Chain, os custos logísticos (transporte, estoque, armazenagem e serviços de administração) consumiram 12,7% do Produto Interno Bruto (PIB) ou R$ 749 bilhões em um ano. Já nos Estados Unidos, o número equivale a 7,8% do PIB americano

A ideia da logística compartilhada, como o esquema crowdshipping, é justamente diminuir esses custos e usar as especialidades de diferentes marcas para o benefício coletivo. Assim, em vez de cada empresa competir isoladamente no mercado, ela se une a outras para trocar melhores práticas e informações estratégicas para que todos sejam beneficiados.

Mas em quais áreas a logística compartilhada é útil para a sua empresa?

Serviços de entrega

Imagine que você tem um caminhão e divide seu uso com outra empresa. Nesse caso, os custos variáveis têm de ser cobertos por quem está utilizando o serviço, e os fixos são compartilhados. 

Assim, vamos supor que cada um fez uso do veículo durante 15 dias no mês. A primeira forma de fazer o “rateio” é separar 50% dos custos fixos para cada um. Com isso, você economiza!

O compartilhamento de veículos para transporte pode ser feito por meio do envio de cargas fracionadas, quando um caminhão leva produtos de clientes diferentes para a entrega.

Por exemplo, quando a transportadora leva itens de determinado embarcador na ida, e na volta, de outro. Isso ajuda a economizar combustível e tornar as rotas mais produtivas e eficientes.

A logística compartilhada garante mais flexibilidade e agilidade para a empresa.

Manter uma frota própria é uma estratégia que gera um custo alto para as empresas. Com a logística compartilhada, é possível usar esses veículos para embarcar mercadorias de empresas parceiras, reduzindo os custos para todos. 

Além disso, você estará investindo em logística verde. Isso porque menos caminhões são utilizados para o transporte de cargas, o que ajuda a minimizar a emissão de gás carbônico (CO2) na atmosfera, reduzir o consumo de óleo diesel e melhorar o tráfego tanto nas estradas quanto no interior das cidades. 

Centros de distribuição

Aqui, a logística compartilhada permite que um mesmo centro de distribuição seja usado para gerenciar produtos de clientes diferentes.

Com isso, não há só a redução de custos na gestão de estoque, mas também no processamento de pedidos, como aluguel, energia elétrica, salário dos colaboradores, água e o uso de máquinas e equipamentos. 

Esses centros também podem ser estabelecidos em regiões estratégicas. 

Por exemplo, em casos de empresas que precisam transportar mercadorias de avião, é interessante usufruir de um Centro de Distribuição próximo a um aeroporto para facilitar o escoamento de produtos. Esses lugares mais privilegiados costumam custar mais caro, por isso a divisão das contas entre as empresas é tão vantajosa.

Depósitos

Imagine que no depósito de uma empresa exista 25% de espaço vazio. Enquanto isso, outra empresa precisa justamente de 25% de espaço a mais. E se houvesse uma forma das duas se unirem para uma parceria?

Basta verificar a área que a pessoa utilizou e o número de dias utilizados e pagar o proporcional às parcelas associadas à variáveis como: aluguel do armazém e salário das pessoas que trabalham no local.

Com a simplificação dos processos, os custos são reduzidos e as chances de lucratividade aumentam para todos os envolvidos. 

A logística compartilhada também facilita na gestão de problemas. 

Por ter parceiros, é possível encontrar profissionais capazes de resolver problemas com mais facilidade. 

Por exemplo, se toda a frota de uma organização do Paraná estiver ocupada, e é preciso realizar uma entrega urgente em Goiás, através da logística compartilhada é possível ir à organização parceira e alugar um dos veículos dela. Sem os sistemas colaborativos a entrega de Goiás precisaria esperar, mesmo sendo uma situação emergencial.

Como aplicar a logística compartilhada na sua empresa?

Existem duas formas principais:

  1. Softwares: alguns programas como o “Uber Cargo” já são criados com o objetivo de proporcionar uma logística colaborativa. O controle e cadastro podem ser feitos pela plataforma.
  2. Parcerias: cooperativas, sindicatos ou você mesmo juntar alguns grupos de pessoas são formas de compartilhar um dado recurso.

A economia colaborativa é uma tendência a ser considerada para os próximos períodos, um modelo cada vez mais adotado tanto em relações B2B quanto em B2C.

Agora que você conhece como funciona e suas vantagens, pode optar por uma nova forma de fazer logística e aumentar a eficiência da sua empresa.

Gostou desse artigo? Então, acompanhe-nos aqui para mais ter mais informações e conhecer tendências relevantes para o seu negócio.

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM:

O papel da inteligência artificial na otimização de entregas

A logística enfrenta um desafio constante: como entregar produtos de forma rápida, eficiente e econômica. Nesse cenário, a inteligência artificial (IA) emerge como uma ferramenta poderosa, revolucionando a maneira como as empresas otimizam suas operações de entrega. Desde a previsão da demanda até o roteamento de veículos, a IA está transformando cada etapa do processo

Curso de roteirização

Curso de roteirização: qual fazer?

No complexo cenário da logística e transporte, a roteirização desempenha um papel central. Para profissionais em busca de aprimoramento nesta área, investir em um curso de roteirização é essencial.  Neste artigo, exploraremos os fundamentos, os benefícios e o conteúdo de um curso de roteirização, oferecendo uma visão abrangente para quem deseja se destacar nesse setor

Saiba como planejar rotas de entregas de maneira eficaz

Como planejar rotas de entregas de maneira eficaz

Com a necessidade de realizar entregas cada vez mais rápidas, é fundamental que as empresas otimizem suas rotas de entrega para garantir um serviço eficiente aos clientes. Mas como planejar rotas de entregas de forma mais eficaz? Neste artigo, você vai entender a importância de um planejamento eficiente de rotas de entrega, os principais desafios

luanatorres

Deixe uma resposta